20 de out de 2016

Tudo não é o bastante



Logo as luzes partirão,
Mas não virá o silêncio.
Eles continuam lutando,
Eles não cessam.

Sirva a alma em generosos pedaços.
Entregue tudo, outra vez, tudo.
Mas ainda que tudo pareça tanto,
Tudo nunca será o bastante.

A realidade avança com voracidade.
Esses sonhos todos...
Que já pareceram imensos,
Não passam de migalhas em seus dentes sujos.

A esperança nunca partirá.
Velha e cansada, para onde iria?
Mas a quem consola com suas tristes expectativas?
Nunca, nada passará do que é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário