8 de out de 2016

Essa gente


Tem todo esse mundo aí,
Você sabe,
A gente vai ter que encarar.
Desde a primeira luz
Do primeiro dia
Vamos sendo preparados pra guerra.

Muita guerra, sempre guerra, guerra todo dia.
Mas tem gente que nasce assim, olhando pra outros lados,
Meio desviada, meio errada.
Vendo beleza onde nem tem.
Gente que não quer lutar,
Gente achando que pode sonhar.

Essa gente cava com as mãos nuas corações de pedra.
Perde a hora da largada,
O papel principal.
Atores sem público,
Sem aplauso,
Sem texto.

Gente coadjuvante, quase invisível,
De porta trancada, pensamento sangrando.
Gente que se esforça...
Mas que não dá com isso
Da vida ser um imenso campo de batalha.
Cheio de esperanças exterminadas, de memórias falsas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário