21 de fev de 2016

Pelo Sonho Maior


Eu não te deixarei ver as sombras.
Não te farei entender o porquê da vida mesquinha.
Porque do meu olhar foi extirpado o brilho,
Numa época remota, em que você ainda flutuava,
E hoje escondo com frágeis belezas cicatrizes tão profundas.

Em seus olhos há uma paz que meus monstros não irão tocar.
E eu ouço os gritos de socorro, e meu coração dói tanto!
Mas eu preciso me salvar dessa vez!
Eu preciso por um momento acreditar que posso caminhar pelas flores.

Que os anjos que ainda restam perdoem minha displicência,
Já não há mais como agir com heroísmo.
O que resta de imaculado no espírito será oferecido ao Sonho Maior.
Salvem-se, desta vez. Preciso olhar as estrelas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário