6 de nov de 2016

Belo crime



Apenas o silêncio a absolver,
A ver beleza nesses olhos,
A sorrir sem culpa
Diante dos nossos belos crimes.

A sonhos secretos
Ofereço a minha verdade.
E estamos lado a lado
Saltando da mesma altura.

E é tão alto,
O ar é tão rarefeito,
Mas eu sei:
A queda será apenas minha.

Não ressuscitei tamanha fé por nada.
Nem tudo deve ser muito claro.
Em plena escuridão
As estrelas brilham mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário