23 de nov de 2015

Habeas corpus


Terrorismo silencioso, venenoso, maligno.
Terrorismo sem culpados, sem nomes, sem rostos nos jornais.
Terrorismo chamado de catástrofe, acidente, tragédia e o caralho!

Vidas concretadas, sepultadas, ignoradas.
Lágrimas não ouvidas, não compreendidas, desimportantes.
Dores nunca sentidas.

Parabéns, ganância!
Teu vômito a poluir nossos mares, rios e lares
É a prova da tua vitória!

Está destituída a necessidade do homem de ser humano.
É um monstro faminto, ignóbil, fedido,

E livre: hoje saiu teu habeas corpus.


*imagem da internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário