15 de ago de 2015

Inteiro


Houve aquele dia, aquela estrada e uma canção.
Tudo no seu lugar por um instante.
A água pura correndo,
O amor florescendo...
E tudo emanava uma vida reluzente.

Talvez fosse agosto também,
Mas havia um ar mais leve e doce que este;
Mas havia um sorriso mais leve e doce que este.
Houve aquele dia...
Eu ainda me lembro da sensação do coração inteiro dentro do peito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário